10/06/2016

CINCO MENTIRAS QUE NOS CONTARAM SOBRE O NAMORO






1. Existe uma princesa ou um príncipe em algum lugar para você.

Bom seria se houvesse uma pessoa que se encaixasse perfeitamente em nossos padrões, naquilo de que gostamos. Mas a verdade é que essa pessoa não existe. Um relacionamento é construído com pessoas diferentes, com histórias e bagagens diferentes e isso sempre vai gerar conflitos.
Portanto, não há uma pessoa que te fará feliz como muitos têm dito por aí. O que você vai encontrar, com certeza, é uma pessoa que te amará e te ajudará a se tornar uma pessoa cada vez mais melhor, em todas as áreas da sua vida.

2. O beijo deve ser evitado para que o casal não peque sexualmente.

Essa é umas besteiras mais absurdas que já ouvi e li. Não encontro essa referência na Bíblia e nem mesmo nenhum indício que comprove sua veracidade. O beijo não é pecado, mas, pelo contrário, consite em uma grande demonstração de carinho e afeto no namoro. Beijar é uma forma de estar junto, de apreciar, de amar seu namorado ou sua namorada. O que é preciso evitar é o beijo com a intenção de levar o outro a ter desejos imorais ou pecaminosos. Cada pessoa reage ao beijo de uma forma e deve ser analisado caso a caso.

3. Pessoa certa e pessoa errada
Tópico muito plêmico, mas necessário. Não acredito nesse negócio de que Deus preparou uma pessoa certa para você! Para mim, quem cita o caso de Rebeca e Isaque ou de Adão e Eva demonstra um grande desconhecimento dos própositos de Deus ter feito isso e também dos relacionamentos complicados que esses dois casais se meteram. Mais importante que encontrar “a pessoa certa” é você ser a pessoa certa. Maturidade, responsabilidade, estabilidade, segurança, autoestima e vida espiritual definida são requisitos necessários para quem deseja construir um namoro de sucesso, que o leve ao casamento. Não estou afirmando que Deus não possa fazer isso. Ele pode! Principalmente quando ele tem um propósito específico nisso

4. Namorar por mais de dois anos não é bom.

Outro engano e sem respaldo bíblico. Muita gente acha que o namoro longo leva o casal ao pecado sexual, mas a verdade é que quando um casal quer pecar, não importa o tempo, mas a oportunidade que eles vão criar para isso. Quem define o tempo para o casamento, deve ser o casal. Casamento exige maturidade e uma série de requisitos que já citei no tópico anterior. Casar porque os irmãos da igreja estão colocando pressão é a maior burrada que você pode fazer na sua vida.

5. Arrumar um namorado para esquecer um ex é uma boa.

Conheço muita gente que cometeu esse erro e se arrependeu. Quando se termina um namoro, é bom ficar um tempo sozinho para investir um pouco em você! Estudar, ler, divertir-se, sair, conhecer gente nova. Jamais comece um novo relacionamento, se ainda está ligado ao ex, pois você vai sofrer e acabar fazendo a outra pessoa sofrer.

Abraço, Anderson Cruz



Um comentário:

Évane Assunção disse...

Edificou bastante minha vida, e me fez somente confirma meu modo de pensar.